Madrinheiras fazem bonito no rodeio cutiano da Expo Umuarama

Duas mulheres cumprem o papel de ‘socorrer’ o peão numa situação de ‘aperto’ durante a competição

Ela foi treinada para, digamos, prestar socorro. Sempre que um peão de rodeio cutiano, em competição, se depara com algum contratempo – se enrosca na sela ou cai no chão e não consegue se levantar – a madrinheira entra em ação. Montada em cavalo manso, mas muito ágil, ela vai ao encontro dele e o ajuda a resolver a situação, sempre rapidamente.

Ou, em outro contexto: passando os oito segundos, a madrinheira corre para tirar o peão de cima do lombo do cavalo chucro; ela encosta ao lado do animal que está pulando, resgata o competidor pela cintura e o coloca no chão em segurança; depois, vai atrás do cavalo que está pulando e o leva de volta para o fundo dos bretes.
Dividindo a arena com os homens, que são maioria nesse universo country, na 49ª Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial de Umuarama/22ª Feira Internacional Ana Cláudia Garcia, 40 anos, e Ana Carolina Tobias, 22 anos, chamam a atenção pela coragem e competência nos atendimentos aos peões em apuros. Mas não perdem a feminilidade, jamais.

Como qualquer trabalhadora inteligente, elas se preparam para a função, com muito treino; e antes de entrar em ação, cuidam da produção visual para arrasar no look: usam roupas lindas no estilo country, escovam os cabelos longos e se maquiam. “Esse ritual de beleza faz parte da jornada”, diz Ana Cláudia, que é de Bambuí/MG. Ana Carolina, que foi treinada por ela, é de Franco da Rocha/SP.

Filha de família que tinha comitiva, Ana Cláudia é pioneira no Brasil nessa atividade; desde 1995, ela atua em rodeios por todo o Brasil: “Estou sempre viajando: hoje estou em Umuarama, daqui uns dias em Colorado, e assim vai; ano passado participei de mais de 40”. Entre um lugar e outro, viaja com um motorhome. E o cavalo vai junto, em seu trailer, acompanhado do cuidador, que é assistente da madrinheira.

Seu currículo invejável traz mais informações interessantes: a beldade é filiada na Confederação Nacional do Rodeio e, olha só, é a madrinheira oficial da Festa do Peão de Barretos/SP, a mais importante do gênero do país. “Sou considerada a madrinheira mais atuante do país; conquistar e garantir espaço em um ambiente dominado por homens não foi fácil não, mas consegui!”, assegura.

Segundo ela, o ambiente dos rodeios é amigável: “Não vejo discriminação, pelo contrário, sinto que há respeito e admiração pelo meu trabalho e, por isso, representar as mulheres nessa profissão me dá um orgulho imenso!”

Os fãs de rodeio da região terão mais uma chance de ver a dupla Ana Cláudia e Ana Carolina atuando na noite deste domingo, 17, na final do rodeio da Expo Umuarama, que começa às 19h.

Compartilhar :

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Rolar para cima