Seminário da Expo Umuarama debate produção de gado e emissão de carbono

Com palestra de pesquisador da Embrapa, o tema abriu o evento no auditório principal da Sociedade Rural de Umuarama.

‘Produção agropecuária com baixa emissão de carbono’ foi tema discutido no seminário ‘Pecuária – Leite, corte e ovinos’, que fez parte da agenda de eventos técnicos da 49ª Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial de Umuarama/22ª Feira Internacional, que está acontecendo em Umuarama e segue até o próximo domingo, 17.

A palestrante foi a pesquisadora da Embrapa/Londrina, doutora Roberta Aparecida Carnevalli Monteiro. Ela fez uma explanação sobre as técnicas recomendadas por especialistas para reduzir ou minimizar a emissão de gases de efeito estufa na produção rural. Tanto a agricultura quanto a pecuária são consideradas emissoras. A integração entre sistemas de lavoura, pecuária e floresta, recuperação de pastagens degradadas, plantio direto, rotação de culturas e o tratamento de dejetos animais foram citados pela pesquisadora, que é pós-doutora pela Massey University, da Nova Zelândia.

Em seguida, o engenheiro agrônomo Lucas Colombo falou sobre ‘Planejamento forrageiro para um inverno tranquilo’. Ele, que integra o corpo técnico da Coopermais, prestando assistência aos produtores de leite, alertou sobre a importância do produtor se preocupar com essa questão, mencionando as opções mais resistentes ao frio, que podem ser cultivadas na propriedade.

‘As perspectivas da ovinocultura no noroeste paranaense’ foram o assunto que fechou o primeiro bloco do Seminário. O palestrante foi o médico veterinário Amaro Mendes de Araújo, que é membro do Conselho Deliberativo Técnico da Associação Paranaense de Criadores de Ovinos – Ovinopar. Segundo ele, a ovinocultura é promissora e lucrativa, principalmente para pequenas e médias propriedades, mas é preciso investir em boas matrizes.

No segundo bloco do evento, os participantes – agricultores, pecuaristas e estudantes de agronegócio – participaram de atividades práticas. Os temas das oficinas foram ‘Ultrassom de carcaça’, ‘Casqueamento de vacas de leite’ e ‘Identificação de verminose em ovinos’.

Na realização do Seminário, a Sociedade Rural de Umuarama contou com a parceria do IDR-Pr – Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná.

Compartilhar :

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Rolar para cima